Vereadores de oposição se unem: “Fecham acordo para os dois biênios da presidência do Poder Legislativo”

Prefeito Eduardo e vereadores eleitos do “G7”

Há nove dias depois do pleito de 2 de outubro, a discussão sobre a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de Mamanguape já foi decida por sete vereadores eleitos pela Coligação Unidos Pela Paz I e II. Os parlamentares apoiaram Fábio Fernandes e Fabrício Sales, representantes da chapa majoritária da situação. Eles prometem manter a união, fazer oposição ao governo da prefeita socialista, Maria Eunice, a partir do dia 1 de janeiro de 2017.

Na manhã de hoje, com exclusividade no programa Rádio Repórter da Correio do Vale FM, o presidente da Câmara de Vereadores, Joãozinho da Estaca de Ouro – PSD, Irmão Nestor – PSDC, Maria da Saúde – PSDC, Guilherminho Fernandes – PSDB, Neto Belino – PTB, Lito de Pitanga – PMDB e João da Verdura – PP, apresentaram as chapas para o biênio 2017 à 2018 – 2018 à 2020.

Os parlamentares assinaram um documento e registraram em cartório, sob a eleição da Casa, ou seja, num dia só, farão as duas eleições, elegendo Neto e João.

A presidência da Casa do senador Ruy Carneiro ficará assim: Neto Belino (primeiro biênio) e João da Verdura (segundo biênio).   Nos bastidores ocorrem boatos que o acordo firmado entre os parlamentares de oposição, partiu de uma articulação do prefeito Eduardo Brito, pré-candidato a deputado estadual em 2018.

Informações dão conta, que o “G7”, já confirmou apoio a Eduardo Brito rumo à Assembleia Legislativa. “Brito é um ótimo articulador, uma liderança regional”.

A reportagem do (Blog Chico Soares) conversou com uma das lideranças do PSB que preferiu não revelar o nome, disse o seguinte: “nada estar perdido, até o dia 1 de janeiro muitas águas irão descer por baixo da ponte, quem viver, verá”.

 

Por Chico Soares



Comentários