Prefeitura inaugura CEI em julho com mais de 200 vagas para crianças de 0 a 4 anos

IMG_1584A Prefeitura Municipal de Itapororoca entregará em julho aos moradores dos bairros São I e II, Cruzeiro e Tambor, o Centro de Educação Infantil (CEI), que recebe o nome da irmã Noemi, a informação é do Chefe de Gabinete, Batista Torres.

A nova escola que poderá atender 240 crianças está preparada para receber crianças de 0 a 4 anos. O CEI é a resposta demonstrativa dos investimentos que o governo municipal tem feito por meio de políticas públicas de apoio as crianças.

A primeira creche Cônego José Paulo de Almeida é localizada na saída para Mamanguape, inaugurada na década de 80 e reformada na administração do prefeito José Adamastor Madruga, em parceria com o governo de Ronaldo   Cunha Lima. Depois de 30 anos, a população ganha uma nova e moderna creche (CEI) na gestão de Celso Morais, por meio, de convênio com o governo federal.

“Com todas as dificuldades econômicas do país, temos cumprido o nosso compromisso de tratar a educação infantil como prioridade. Este é o primeiro CEI que vamos entregar, levando educação com qualidade, cuidado, carinho e amor para dezenas de crianças de toda a cidade”, destacou o prefeito Celso Morais.

O Centro de Educação Infantil é resultado de uma parceria firmada entre a Prefeitura e o Governo Federal, por meio do programa Pro infância. O prédio é amplo e conta com espaços adequados para o desenvolvimento infantil até a pré-escola.

Segundo o secretário da Educação, Jerff Costa, o CEI conta com salas de brinquedos, parque com playground, pátio coberto com área para recreação, refeitório, cozinha, almoxarifado, banheiros, local para banhos e sala pedagógica.

Os recursos para construção da creche são provenientes do Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para Rede Escolar Pública de Educação Infantil (Pro infância), do Governo Federal. O espaço teve investimento de cerca de R$ 1,3 milhão para construção e acabamento, além de R$ 92 mil para compras de equipamentos e mobília, financiados com recursos da Prefeitura.

Dona Edvânia Barreto, moradora do bairro, disse que pretende matricular seu filho na creche. “Aqui é perto da minha casa, está bem evoluído, o espaço é amplo”.

 

Da Assessoria: PMI



Comentários