Oposição unificada e fortalecida – Por Napoleão Soares

O resultado das eleições estaduais em Curral de Cima, não foi o que o atual prefeito, Totó Ribeiro (PSDB) esperava. O tucano que pregava nos quatro cantos do Vale do Mamanguape ser o melhor gestor da região, vem cometendo diversas falhas, tanto no campo político, já que deixou de apoiar o deputado federal, Benjamim Maranhão (MDB) as vésperas das eleições, como administrativo, ao ponto do Tribunal de Contas do Estado, emitir parecer contrário a aprovação de suas contas de 2017, primeiro ano de sua gestão.

No último dia 07 de outubro, a população  Curralense, demonstrou que o chefe do executivo, não é essa unanimidade que tanto prega e como dizem os grandes cientistas políticos: “as urnas não tem pena de ninguém”. Após a apuração de todos os votos, o grupo liderado pelo “Bigodão”, como é chamado pelos mais íntimos e agregados, comprova o enfraquecimento do governo que tem como slogan ‘Mais Por Nossa Gente’.

A pequena cidade, pertence a 60º Zona, com sede em Jacaraú, possui 19 seções e 4896 eleitores. Depois do resultado que pode ser interpretados de diversas formas, as oposições se fortaleceram e de acordo com os bastidores da política local, estão todas unidas e já planejam estratégias para tomarem a prefeitura em 2020. Juntos obtiveram quase o dobro de votos dos candidatos apoiados pelo prefeito.

Em entrevista ao blog, o deputado estadual, João Gonçalves (PODEMOS), segundo mais votado no município, destacou que o campo das oposições saiu fortalecido e se projeta para 2020. “O campo das oposições de Curral de Cima expressou verdadeiramente um sentimento da população. Nós representamos a opinião de uma expressiva e combativa corrente de oposição”, disse.

 

.



Comentários