Maranhão confronta Ricardo, mas não assume rompimento: ‘PMDB não é partido de segunda linha no Palácio da Redenção’

ricardo_maranhão-300x200Em áudio gravado nessa quarta (29) para o o programa Correio Debate 98,3, o senador José Maranhão (PMDB) diz que Ricardo Coutinho  (PSB) tem total liberdade de dispôr dos cargos do PMDB no governo estadual.

Ainda sem entregar oficialmente os cargos e negando uma parceria política com o governador Ricardo Coutinho, Maranhão afirmou que “O PMDB não é um partido que sirva para submeter-se a decisões do chefe do executivo.  Nunca tive compromisso de apoiar candidatos do PSB nem em Campina Grande e nem em João Pessoa, isso já é conhecido, já falei isso em outros momentos”.

O senador ainda não assume uma entrega de cargos e saída do governo, mas avisa que o governador pode dispôr dos cargos do PMDB da melhor forma e diz que os seus correligionários já estão cientes. “Todos os companheiros do PMDB já sabem disso, o governador demite e contrata quem ele quiser para os cargos ocupados pelos companheiros do PMDB”.

Na “dança das cadeiras”, o governador remanejou o advogado Laplace Guedes da secretaria estadual de Turismo e Desenvolvimento Econômico para secretaria executiva de Energias e do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e gerou indignação no PMDB, uma vez que o advogado era uma indicação pessoal do senador José Maranhão (PMDB), com quem tem ligações familiares.

 

Fonte: POLÊMICA PARAÍBA



Comentários