Eugênio diz que sua pré-candidatura a prefeito de Rio Tinto é irreversível e fará aliança com o povo

imageO professor de contabilidade de uma das faculdades de João Pessoa e funcionário concursado da Caixa Econômica Federal, Eugênio Neto, disse que sua pré-candidatura a Prefeito de Rio Tinto é irreversível.  “Ele afirmou que fará aliança com povo e partidos que querem o desenvolvimento da cidade”, declarou.

Eugênio disse em entrevista a Rádio Correio do Vale FM, que a decisão de marchar com candidatura própria em Rio Tinto, foi uma decisão com minha família e amigos. “Estou amadurecido, como prefeito a partir de 2017 quero governar pra todos, ser diferente daqueles que reservam o poder há 20 anos”, disse.

“Eu tenho dito que essa candidatura não é minha só, ela nasce do entusiasmo do povo que deseja mudança e renovação nos quadros da política local – por isso, vamos que vamos conscientizar o cidadão eleitor que somos a melhor opção pra votar, mas teremos respeito a outros postulantes – o povo é o juiz e saberá julga-los com o voto consciente nas eleições 2016”, afirmou Eugênio Neto.

Ele revelou que o PPS está aberto a conversar com todas as lideranças, os presidentes de partidos da situação ou de oposição, porém, não abre mão do seu projeto de disputar a Prefeitura, da terra que nasceu, ama e quer vê-la grande.

O professor Eugênio, emocionou a todos os ouvintes do radiofônico Rádio Repórter, quando falou da sua trajetória de vendedor de cajá e cana caiana  nas residências de Rio Tinto para conquistar sua independência, hoje é vitorioso com a família, por Deus e seus estudos. Ele também se lembrou das dificuldades do seu pai, o advogado Edno Matias, conhecido por Doutor “Biga”, que chegou a cortar cana-de-açúcar para as usinas e por duas vezes o povo outorgou mandato de vereador no município.

Da redação: Chico Soares