Desistência de Magna abre possibilidade de Marcão disputar a Prefeitura de RT com apoio da prefeita Dudu

Magna Gerbasii e Marcão

Magna Gerbasii e Marcão

O grupo político liderado pelas petebistas, prefeita Dudu de Brizola e ex-prefeita Magna Gerbasi, oficializou na noite da sexta-feira (1), o nome do atual vice-prefeito Marcos Aurélio, mais conhecido por Marcão (PR), como pré-candidato a prefeito de Rio Tinto pela situação nas eleições de outubro próximo.

A decisão foi tomada após a desistência de Magna Gerbasi disputar a Prefeitura outra vez. Assessores da ex-prefeita e pessoas ligadas a Dudu de Brizola disseram que o PTB buscou outros nomes para concorrer o cargo de prefeito, mas ninguém aceitou, a única alternativa do grupo foi Marcão, disse a fonte.

Parente próximo de Magna, afirmou que na próxima semana o PTB emite uma nota a população esclarecendo os motivos da desistência da candidatura. Informações de bastidores dão conta que Magna está com problemas de saúde. A operosa como é chamada pelos seus correligionários, deve viajar na próxima semana a São Paulo para passar por exames do Hospital Sírio Libanês.

De acordo com um assessor da Câmara de Vereadores, dos sete parlamentares governistas, dois reagiram à indicação de Marcão em substituição a Magna, porém, está se formando um grupo denominado G5 com o objetivo de escolher um nome para encabeçar a chapa majoritária da situação.

Sobre a escolha do vice, se o pré-candidato for Marcão, o nome mais lembrado é do vereador Edson Barbosa ou sua esposa, Marielze Fernandes, disse uma fonte.

Informações de bastidores, fala-se que o presidente do PTB estadual, Wilson Santiago, os deputados Wilson Filho (federal) e Raniery Paulino (estadual), querem convencer a prefeita Dudu de Brizola e seu vice, Marcão – disputar a reeleição.

Com a desistência de Magna Céli Gerbasi, os pré-candidatos a prefeito, Fernando Naia – PSB, Eugênio Neto – PPS e José de Almeida Braga – PSD começam a se articular em busca de apoio de alguns descontentes do grupo governista.

 

Por Chico Soares.



Comentários