CASO MAGNA: “Foi a maior mágoa política da minha vida”, desabafa Raniery Paulino

O deputado estadual Raniery Paulino (MDB), esteve no município de Rio Tinto na tarde desta terça-feira (22), para participar da Procissão de Santa Rita de Cássia, como faz todos os anos, desde 2005.

Paulino era aguardado com expectativa pela imprensa do Vale do Mamanguape, e sua fala, sobre o rompimento político da ex-prefeita Magna Gerbasi era a ‘ordem do dia’.

Raniery confessou que foi pego de surpresa com a notícia da adesão de Magna ao deputado estadual Ricardo Barbosa (PSB).

Revelando mágoas, e com tom de desabafo, o parlamentar detalhou exemplos de fidelidade e lealdade à ex-prefeita, no episódio da briga para que o PMDB em 2016 ficasse no seu projeto político, mesmo contra o desejo do senador Maranhão.

“Mágoa é algo que é muito íntimo. E essa foi sem dúvida alguma, a maior mágoa que eu tive na minha vida política. Por que a gente só se magoa de quem a gente não espera. Eu realmente não esperava, foi um golpe que eu sofri, mas somos fortes, tenho muita fé em Deus, fé em Santa Rita de Cássia que é um exemplo de resistência, de resiliência, de perseverança, e é nestes postulados que eu venho a Rio Tinto oferecer mais uma vez o meu nome a este povo”, desabafou.

“Estou triste porque fui golpeado pelas costas. Eu sou um romântico da política, pra mim a consideração ainda vale muito”, ressaltou.

Para Raniery, a forma como Magna lhe descartou foi um ato falho. “Merecia uma satisfação pela nossa história. Ninguém é obrigado a votar em ninguém. Faltou consideração”, disparou.

“Hoje eu sinto aquele mesmo gosto amargo que Zé Maranhão sentiu há 4 anos atrás”, relembrou.

A seguir, ouça o áudio na íntegra da entrevista com Raniery Paulino:

 

 Felipe França

 



Comentários