Prefeito Fábio Tyrone, e deputado estadual Lindolfo Pires reafirmam parceria com Wilson Santiago

Candidato a deputado federal pelo PTB contará com apoio de pesos em Sousa

O número de lideranças políticas que querem Wilson Santiago deputado federal cresce cada vez mais, por toda a Paraíba. O deputado estadual Lindolfo Pires (Podemos) e o prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PSB), também reafirmam apoio ao petebista, nessas eleições.

Para Wilson, poder receber o apoio de políticos tão relevantes do Sertão paraibano em sua caminhada, rumo à Câmara Federal, só confirma que valeu a pena ter trabalhado pela região. “Sou sertanejo e sempre lutei pelo crescimento das cidades do semiárido. Poder contar com Lindolfo e Tyrone nessas eleições é ter a certeza que todos os nossos esforços estão sendo reconhecidos”, celebra.

O deputado estadual, que disputará reeleição neste pleito, fez questão de ressaltar a dobradinha com Wilson Santiago. “Essa é uma parceria muito interessante ao desenvolvimento da cidade de Sousa, para continuidade das ações administrativas implantadas hoje pelo prefeito Fábio Tyrone. Como todos sabem, Sousa hoje respira novos ares e boa parte desse sucesso se deve a atuação parlamentar do deputado federal Wilson Filho, em Brasília. E agora, com o retorno de Wilson Santiago à Câmara Federal, teremos a certeza que essas ações continuarão atendendo a expectativa de todos nós”, disse Lindolfo.

Fábio Tyrone também não hesitou em declarar seu voto para Wilson. “Essa decisão pensada e analisada, reflete exatamente o sentimento de unidade na cidade de Sousa, em busca do desenvolvimento e do Progresso. Unidos, defenderemos com muito vigor e orgulho as candidaturas dos nossos companheiros sertanejos Lindolfo Pires e Wilson Santiago”, ratificou o socialista.

Na cidade de Sousa, Wilson também conta com os apoios do ex-prefeito da cidade João Estrela, e do vice-prefeito Zenildo Oliveira. Além dos vereadores Radamés Estrela, Koloral Júnior, Aldeone Abrantes, Assis Estrela, Jucélio Marques, Odair José, Roberto Freire, José Rodolph, Dênis Formiga e Juninho de Zilda.



Comentários