Prefeito de Curral de Cima não elegeu Ricardo Fernandes (PSB) abandonou a população e servidores

curral-de-cimaUm dia após perder a eleição, o prefeito de Curral de Cima, município do vale do Mamanguape, Nadir Fernandes (DEM) continua sem pagar os servidores “efetivos e contratados”. Existem funcionários com três, quatro e até, cinco meses sem receber os proventos, disse o prefeito eleito da cidade, Totó Ribeiro (PSDB).

Nadir não conseguiu eleger seu sucessor, Ricardo Fernandes (PSB), por conta do resultado das urnas, os moradores do populoso distrito de: Estacada, Capela, Alagadiço e Olho D’água estão sendo perseguidos, o chefe do executivo cortou a água das respectivas comunidades e outros serviços públicos, como saúde, transporte escolar, que devem ser realizados pela Prefeitura.

Há dois meses e poucos dias para concluir o segundo mandato, Nadir Fernandes deixou de cumprir as obrigações de gestor público, afirmou o líder tucano.

Informações dão conta que, as Unidades Básicas de Saúde estão sem atendimentos médicos e odontológicos, falta medicamentos, as ambulâncias paradas por falta de manutenção, ou seja, um caos total no governo de Nadir Fernandes.

Infelizmente virou moda, prefeito que não se reelege, ou não consegue eleger candidato, deixa de oferecer serviços essenciais à população.  Sem dúvidas, a partir de 1 de janeiro de 2017, Totó Ribeiro terá dezenas de problemas para resolvê-los.

“Totó disse estar preocupado com a situação do município. Tenho informações que existe uma dívida com a Energisa que passa dos R$ 900 mil. O tucano afirmou que vai procurar a Justiça para o atual gestor dar início à transição de governo”.

A equipe de transição do novo prefeito, estar elaborando relatório da situação econômica e administrativa da Prefeitura da cidade, para os órgãos fiscalizadores, MPPB, MPF, CGU,TCE, RF, PF e o Tribunal de Justiça da Paraíba.

Por Chico Soares



Comentários