Prefeitas paraibanas se reúnem para discutir casos de feminicídio e debater políticas públicas

Prefeitas paraibanas integrantes do Movimento de Mulheres Municipalistas (MMM), que é ligado a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), se reúnem nesta quinta-feira (25), às 9h, no Hotel NordLuxxor Tambaú, em João Pessoa, para discutir políticas públicas voltadas às mulheres. Na pauta, encontra-se o aumento dos casos de feminicídio no Estado. O encontro terá a presença da fundadora do MMM no Brasil, Tânia Ziulkoski.

Segundo a presidente do MMM na Paraíba, a prefeita de Monteiro Anna Lorena, a participação das gestoras é essencial para que se desenvolva e fortaleça uma rede de proteção às mulheres, tanto as que são vítimas de violência, como as que necessitam de oportunidades para garantir o sustento da família. “Vamos discutir desde o aumento nos casos de feminicídio como políticas públicas voltadas ao empreendedorismo”, destacou.

Para fundadora do Movimento de Mulheres Municipalistas, Tânia Ziulkoski, a iniciativa criada com o apoio da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que é o primeiro movimento de mulheres municipalistas apartidário brasileiro, tem como um de seus objetivos empoderar as mulheres para que cada vez elas se engajem e sejam destaque no meio municipal.

Violência – Apenas nos três primeiros meses do ano, 1.016 inquéritos foram instaurados nas delegacias da mulher da Paraíba. O número indica a quantidade de denúncias de violência contra a mulher que estão sendo investigadas desde janeiro até março de 2019, o que representa, aproximadamente, 11 mulheres vítimas de violência por dia.



Comentários