Documento: Confira a decisão da juíza Andréa Gonçalves, que tirou Livânia Farias detrás das grades

A ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, vai deixar a prisão ainda nesta terça-feira (23). Ela está presa na 6ª Companhia da Polícia Militar, em Cabedelo, desde o dia 16 de março, alvo da Operação Calvário, do Ministério Público da Paraíba.

A juíza encarregada da condução do caso, na 5ª Vara Criminal de João Pessoa, é Andréa Gonçalves Lopes Lins. Ela justificou a decisão com o argumento de que a ré está colaborando com as investigações. Livânia foi tornada ré na ação pela magistrada há duas semanas no bojo da operação Calvário. Ao tomar conhecimento de que Livânia estava negociando um acordo de colaboração premiada, os advogados dela, Solon Benevides e Sheyner Asfora, deixaram o caso. Além dela, cinco outras pessoas viraram réus na mesma ação. Os outros implicados são Elvis Rodrigues Farias, Leandro Nunes Azevedo, Daniel Gomes da Silva, Michelle Louzada Cardoso e Maria Aparecida de Oliveira. Deles, Livânia, Daniel e Michelle são os únicos presos atualmente. Leandro chegou a ser preso na segunda etapa da operação, mas foi solto a pedido do Ministério Público após acordo de colaboração premiada.

 

Paraíba Rádio Blog



Comentários