Confirmada a programação de posse da prefeita eleita pelo PSB em Mamanguape

15741148_952483428184699_2830366683887237195_nA cerimônia de posse da prefeita eleita de Mamanguape, Maria Eunice, do (PSB) do governador Ricardo Coutinho, será realizada às 17h do dia (1º) de janeiro de 2017, na quadra do ginásio poliesportivo do Instituto Moderno, Segundo o cerimonial da Câmara de Vereadores. Na mesma data, a vice-prefeita Baby Helenita (PRTB), os 13 vereadores eleitos também serão empossados.

Após a posse, será realizada uma solenidade de transmissão de cargo do atual prefeito Eduardo Brito (PR) para Maria Eunice às 19h, na Casa do Imperador (sede da Prefeitura da cidade), mais não tem nada confirmado por assessores do ex-prefeito da cidade. Apesar de passar oito anos no poder, Eduardo não conseguiu eleger o seu sucessor, o ex-prefeito Fábio Fernandes Fonseca (PMDB).

Na história politica-administrativo de Mamanguape, Eunice é a primeira mulher a assumir a Prefeitura por um mandato de quatro anos. Ela, é formada em Letras e Direito pela Universidade Federal da Paraíba – (UFPB), exerceu cargos importantes no Governo do Estado, por duas vezes, foi vice-prefeita de Mamanguape e alega que não teve oportunidades dos ex-prefeitos para trabalhar.

A socialista concedeu entrevista ao (blogchicosoares), disse que a meta para seu governo em 2017 é inovar na administração, com transparência e atendimento humanizado as pessoas que chegam a Prefeitura e outras repartições públicas municipais. “Meu desafio nesse mandato é ser diferente dos outros, e ser melhor. Aceito esse desafio, porque nunca na minha vida me acomodei. Sempre entendi que é preciso avançar”, declarou Maria Eunice.

Eleição da mesa diretora da Câmara

Guerreira por naturalidade, a prefeita Maria Eunice pegou de surpresa os ex-prefeitos Eduardo Brito e Fábio Fernandes, com a adesão dos vereadores Joãozinho da Estaca de Ouro (PSD), Carlito Filho (PMDB) e João da Verdura (PP). Na bolsa de aposta política, ela elegerá a mesa diretora para o primeiro e segundo biênio, além de contar com maioria folgada na Casa do senador Ruy Carneiro.

Por Chico Soares



Comentários