Como empreender um diferencial? Eduardo Carneiro já sabe

Prestem atenção nos passos do deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB). O que ele tem de discreto tem de ousado.

Eduardo fugiu do script tradicional e reinante da Assembleia para fazer um trabalho que lhe dê uma plataforma pessoal e política. E escolheu um nicho que pouco político, inclusive os mais antenados, atentou.

Deixou de lado os debates pueris, cansativos e enfadonhos que costumam sair de entrevistas do cotidiano do comitê de imprensa da Casa, sobre crises partidárias e outras miudezas mais, por uma atuação efetiva num setor que chega diretamente nas pessoas: o empreendedorismo, a qualificação do trabalho e a geração de renda. Num momento em que emprego é a pauta do cidadão.

A sua Frente Parlamentar do Desenvolvimento Econômico e Empreendedorismo vem se afirmando como uma das boas e produtivas surpresas, e não são muitas, dessa nova legislatura na Assembleia Legislativa.

Um dos frutos dessa Frente, a Semana Estadual do Empreendedorismo, encerrada com êxito hoje, deu seu recado. Reuniu autoridades, especialistas, produtores e estudiosos de toda a Paraíba para discutir um tema que é caro ao Estado e pouco estimulado por estas plagas: desenvolvimento econômico.

A Paraíba se ressente de um projeto específico, bem concatenado e resultado de discussões de poderes, entidades, universidades e setores produtivos. Falta ainda um mapa, um caminho afinado com a sociedade, sobre como e onde queremos chegar.

Pelos debates da Semana passaram grandes experiências. O pecuarista Joaquim Villar e a experiência que mostra possível a convivência entre semiárido e pecuária e a história da surpreendente plantação de maracujá em pleno cariri paraibano.

Relatos que dão esperança de superação, cases que revelam uma Paraíba que dá certo e pode muito mais quando esses exemplos forem multiplicados, gerando oportunidades e barrando migrações forçadas de quem não consegue sustento e prosperidade em suas próprias cidades de origem.

Pré-candidato a prefeito de João Pessoa, Eduardo começou bem pela ousadia de subverter a lógica tradicional. Dialogando primeiro com as pessoas. A política e a eleição são consequência. Como bom carneiro, Eduardo não berra. Age. E já conseguiu empreender um bom negócio político: um diferencial num meio já tão previsível.

Heron Cid



Comentários