Wilson Santiago participa de evento da oposição em Curral de Cima

Ele é candidato a uma das vagas para deputado federal no pleito 2018.

O ex-senador da República e presidente do PTB na Paraíba, Wilson Santiago é candidato a deputado federal nas eleições de outubro. Ele esteve na noite de terça-feira (18), ao lado de apoiadores, participando de um evento de campanha, em Curral de Cima, no Vale do Mamanguape. Centenas de pessoas compareceram ao evento, organizado pelo presidente da Câmara de Vereadores, o emedebista Naldinho Ribeiro e outras lideranças de oposição ao prefeito Totó Ribeiro.

“O povo já decidiu em quem vai votar no pleito que se aproxima, não adianta ameaças e perseguição aos servidores públicos da Prefeitura de Curral de Cima. A oposição está unida e vencerá as eleições gerais nesse município. Agradeço a acolhida dos meus correligionários e apoiadores, ninguém aguenta ser enganado todo tempo. A população de Curral de Cima pode contar comigo em Brasília”, disse Wilson Santiago.

O ex-vice-prefeito e presidente da Câmara Municipal, Naldinho Ribeiro, em sua fala, agradeceu a união das oposições. Ele disse que desde 2002, Wilson Santiago tem trabalhado por com Curral de Cima. O parlamentar, teceu elogios aos empresários, Plácido Fernandes e seu filho, Ricardo Fernandes, Luiz Santa, Niltinho Farias, vereador Ricardo Vasconcelos e o ex-prefeito Nadir Fernandes, além de outras lideranças.

Segundo colocado para Prefeitura de Curral de Cima em 2016, Ricardo Fernandes, agradeceu a visita de Wilson Santiago. O empresário teceu criticas ao seu ferrenho adversário e destacou que a oposição está cada vez mais unida. “Vamos ganhar as eleições gerais e derrotar Totó em 2020”, frisou.

Ricardo de Plácido disputou a prefeitura em 2016 e obteve 1811 votos.

Além do nome de Wilson Santiago para Câmara Federal, o grupo das oposições Curralense, apoiam para deputado estadual, o popular João Gonçalves (Podemos), para o senado, o nomes de Veneziano Vital (PSB) e Roberto Paulino (MDB) e na disputa pelo palácio da redenção, com exceção do vereador Naldinho Ribeiro que decidiu ficar com Zé, os demais irão ´marchar´com o socialista João Azevêdo.

 

Por Chico Soares e Napoleão Soares

 



Comentários