Wilson Filho afirma que provará sua inocência na Justiça

O deputado federal Wilson Filho (PTB) encaminhou nota, nesta segunda-feira (27), sobre a denuncia encaminhada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre suposto envolvimentos de 26 pessoas na Operação Registro Espúrio. O parlamentar negou qualquer tipo de participação nesse suposto esquema para concessão de registros sindicais no Ministério do Trabalho e disse que se encontra à disposição da justiça. Ele afirmou que todas as ações que realizou como líder do seu partido foram dentro da legalidade.

Confira a nota na íntegra:

Nota 

O deputado federal Wilson Filho negou que tenha participação em com qualquer suposto esquema para concessão de registros sindicais no Ministério do Trabalho. Nesta segunda-feira (27), a Procuradoria-Geral da República (PGR) ofereceu denúncia sobre suposto envolvimentos de 26 pessoas na Operação Registro Espúrio.

Wilson reafirmou que não tem nenhum tipo de indicação política para cargos na secretaria de Registro Sindical, no referido Ministério e que está tranquilo quando a apuração dos fatos.

O parlamentar lembrou que ocupou a liderança do PTB na Câmara, no período de licença do titular, o deputado Jovair Arantes. Nesse período, como função típica da liderança, encaminhou demandas dos deputados para os Ministérios. Ele ressalta que nada que se caracterize como atividade irregular ou ilícita. Tudo previsto no regimento da Casa e dentro das atribuições do cargo que ocupava temporariamente.

Por fim, Wilson destacou que apoiou as investigações, não se furtando de prestar qualquer informação. Ele frisou ainda que tem plena confiança na Justiça no que se refere a condução desse caso e que, ao final, sua inocência será comprovada, com a punição dos verdadeiros culpados.

 

Primeiras Notícias



Comentários