TCE reconhece erro no lançamento de gastos com combustível em Jacaraú

Em todo o estado, os municípios gastaram mais com o combustível biodiesel em 2017.

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) informou no mês passado que vinte municípios da Paraíba estavam na Matriz de Risco dos gastos em combustíveis em 2017. Entre eles, Jacaraú, no litoral norte paraibano.

No entanto, um novo relatório apontou dados divergentes no Sagres Combustível, ferramenta que monitora a partir deste ano, os gastos das Prefeituras com combustível. Segundo publicado pelo TCE, Jacaraú teria gasto até setembro, mais de R$ 1 milhão de reais com abastecimento de sua frota. Com a correção realizada no sistema de acompanhamento, os valores foram corrigidos para R$ 489.615,28.

Segundo o presidente do tribunal, conselheiro André Carlo Torres Pontes, as cidades que estão com números de ineficiência devem ser alvo de investigação dos auditores.

Despesas com combustíveis

Em todo o estado, os municípios gastaram mais com o combustível biodiesel em 2017. Foi um total de R$ 46,87 milhões, que corresponde a 51,1% das despesas totais com combustíveis. A gasolina foi o segundo produto mais comprado, com gastos de R$ 39,12 milhões, o equivalente a 42,7% do total. Em seguida aparecem o óleo diesel, com R$ 4,80 milhões (5,2%), e o álcool, R$ 857,59 mil (0,9%).

Esses gastos dos municípios com combustíveis são principalmente destinados à saúde (29,35) e educação (27,9%). Também têm participação expressiva na distribuição dos gastos o urbanismo (13,6%), a administração (13,2%) e a agricultura (10,9%).

Da redação com PB Vale

 



Comentários