Pastor Estevam Fernandes e mais de cem pastores declaram apoio a Bolsonaro

O candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) voltou agora à noite para o centro cirúrgico do hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde passa por um procedimento que não estava previsto.

Segundo divulgou o hospital, ele está sendo submetido a uma nova cirurgia para correção de aderências que obstruem o intestino delgado.

Durante a tarde desta quarta-feira (12), Bolsonaro teve náuseas e distensão abdominal. O paciente passou por uma tomografia, que apontou a obstrução.

O pastor Estevam Fernandes, líder da 1ª Igreja Batista de João Pessoa, durante encontro com outros pastores em Brasília, esse mês, optaram por declarar voto em Jair Bolsonaro (PSL), para a presidente do Brasil. Ele justifica que Bolsonaro, entre todos os nomes postos, é o que tem mais ética para uma condução correta do país.

“Pastores de todo o Brasil, éramos um grupo de mais ou menos 108 pastores, durante encontro em Brasília, nos reunimos para pensar o Brasil. Tínhamos ali 4 milhões de eleitores representados por líderes das maiores igrejas de todo o país. Levamos para o debate três candidatos, Marina Silva, Geraldo Alckmin e Jair Bolsonaro. E questionados sobre suas posições, sobre as questões éticas que envolvem o Brasil, com os temas ideologia de gênero e aborto todos deram suas opiniões, mas o mais claro foi Bolsonaro. Temos que alertar que a Pátria corre perigo. A gente quer um país com os valores cristãos, queremos um país que não tenhamos vergonha e nem medo de dizer que cremos na bíblia e em Jesus, na família, no casamento, que menino é menino e menina é menina e também que Deus condena o aborto. Portanto, vamos orar, porque temos responsabilidade cívica para com esse país”.

Primeiras Notícias



Comentários