Opinião – Quem fará oposição em Itapororoca nas eleições de 2020? sem dúvidas, será preciso ter coragem

Resultado de imagem para imagens ponto de interrogação

As lideranças de oposição, não dispõem de porta-voz ou de assessor de imprensa. Depois do resultado das eleições em Itapororoca, até agora, não se sabe, quem vai liderar a oposição a prefeita Elissandra Brito (DEM), aos primos, ex-prefeito Celso Morais e o presidente da Asplan-PB, José Inácio Morais. Pois bem, a oposição saiu fortalecida com a vitória do governador eleito no primeiro turno, João Azevêdo (PSB).

Os bastidores para o pleito de 2020 já começaram. Fala-se, que o futuro mandatário do Palácio da Redenção, quer a todo custo um candidato do seu partido – e/ou, do mesmo perfil dos girassóis, quem será? – Do (PSB), da vereadora Josilda Lopes, Tony Lopes, ou outro socialista? – De outro partido aliado do governo?, o (PT) do vereador Altamir Meireles, chamado pelos os amigos mais próximo de pintado – e/ou, outro?

Portando, se for concretizado a decisão da oposição ter candidatura própria a Prefeitura, o comportamento de Josilda e Altamir, terá que mudar na Câmara Municipal, sim senhor. – A questão é a coragem deles.

A oposição ainda aparece nomes como o do vereador Rodrigo Carvalho (PSDB) ou do seu primo, empresário Lindo da Itafarma (PSDB), ambos serão obrigados a mudar o tom em relação ao governo municipal, caso desejam concorrer o cargo de prefeito no futuro.

A situação, aposta na candidatura de reeleição da atual prefeita da cidade. No plano B, o governo dispõe de outro nome forte, Celso Morais (DEM), embora ele diga que a candidata do grupo é Elissandra. Quero confiar na palavra de honra do democrata.

O cenário que será montado para 2020, situação e oposição, não deve subestimar um, ou outro; ambos devem ter cautela, corrigirem os erros, criar estratégias, buscar alianças para se fortalecer e dialogar com povo nas redes sociais, mas ter cuidado de não criarem “fake News”.

É bom que se diga, que atualmente, nos quase dois anos do mandato da prefeita, ela conta com a maioria dos vereadores na Casa, quem diz que faz oposição, deixa muitas dúvidas a população, o povo quer saber e está de olho.

Ainda nos bastidores, o presidente da Casa de Rúbio Maia Coutinho, o advogado, Jailson Fernandes saiu da campanha com alguns arranhões políticos com a prefeita Elissandra Brito, fala-se, que ele deve deixar nos próximos dias o (DEM) e comandar o (PTB) do deputado eleito Wilson Filho, ou outro partido. Não é segredo pra ninguém, que o filho do popular Dedo sonha de entrar na briga pela Prefeitura, só o futuro dirá.

Já o ex-prefeito Erilson Rodrigues (MDB), politicamente anda isolado, apoiou seus candidatos a cargos majoritário e proporcional nas eleições 2018, sem ter ao seu lado, nenhum vereador, o que será do seu futuro?

 

Por: Chico Soares

 



Comentários