O tempo mudou?

Nas eleições no nosso país até 2016, dois anos atrás, a escolha das chapas para disputa eleitoral era fechada bem próximo a convenção e, em alguns casos, no mesmo dia. Neste ano se tem uma pressa, um afã em saber qual será o candidato e o seu vice que chega a impressionar, estamos em março, faltam pouco mais que seis meses para a data limite da convenção e é indicação até de suplente de senador.

Qual a razão dessa pressa toda? Quais motivos levam os “analistas” políticos a lançarem tantas “coligações” tão cedo? Tem gente que já lançou mais de dez variações e quando sair oficialmente vai se vangloriar dizendo que acertou.

Já vi todo tipo de coligação, esposa de fulano será a vice de sicrano, esposa beltrano será a suplente de fulano, calma gente, o tempo não mudou na política, não se lança uma chapa tão cedo assim não, tudo não passa de especulações com cada um puxando para o seu interesse, cada um sonhando com os seus candidatos ideias e um concorrente “fácil” de ser abatido.

A definição mais próxima, dia 07 de abril, é para descompatibilização de quem quer se tornar apto para ser indicado na convenção, até 05 de agosto, para a eleição dia 07 de outubro, portanto o tempo e os prazos não mudaram.

Uma homenagem ao meu pai

William Ramos Tejo, meu pai, por muito tempo escreveu nos jornais de Campina Grande, em seu próprio jornal, o Jornal de Campina, um tempo no Diário da Borborema, outro no Correio da Paraiba e por muito tempo no Jornal da Paraiba, onde ele foi um dos fundadores a sua coluna diária Aqui Política, com um estilo próprio, irreverente a acima de tudo independente. Crítico por natureza e de oposição por convicção era taxado de ser membro do PC – Partido do Contra.

Fui convidado por Napoleão Soares para escrever uma coluna para o seu blog e em forma de homenagem decidi usar o mesmo nome da coluna, longe de mim querer me comparar com o estilo e capacidade do professor Tejo, mas já que herdei o seu nome me atrevi a herdar a sua coluna também.

Pequenas Notícias 

  • No futebol paraibano aconteceu um fato inusitado: Um técnico foi dispensado pelos bons resultados.
  • O Campinense, de Campina Grande, dispensou o seu técnico que tinha mais de 74% de aproveitamento no campeonato.
  • Dispensando por mérito positivo, já que não existe o negativo fica a dúvida.
  • Fake News será o candidato mais citado neste ano eleitoral.
  • Muita gente pergunta a razão da interdição na segurança no Rio de Janeiro?
  • Se nos índices de violência o Rio não é o primeiro no país?
  • Mas, nos índices de audiência no Rio é o primeiro no país, o Rio é pauta nacional e o governo federal ia aparecer onde?
  • Previsões de chuvas para o nosso estado, que essas previsões se concretizem.
  • Falam que vida começa aos 50, completei 50 anos e decidi recomeçar a minha vida, que Deus me guie, me conceda sabedoria, saúde e paz!

Por William Tejo Filho


Jornalista formado pela UEPB, Diretor de Divulgação da PMCG, Assessor Técnico Especializado do Governador da Paraiba, Vice-presidente da Funesc, Vice-presidente da PBTur, Secretário Adjunto da Comunicação da PMCG, Coordenador de infraestrutura de campanhas políticas estaduais e municipais de 2006, 2010, 2012,  2014 e 2016.


Comentários