Morre Kofi Annan, ex-secretário-geral da ONU

Morre Kofi Annan, ex-secretário-geral da ONU

Kofi Annan, ex-secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas) e Prêmio Nobel da Paz, morreu aos 80 anos na madrugada deste sábado (18). Segundo a fundação Kofi Annan, o diplomata morreu em um hospital em Berna, na Suíça.

Annan foi o primeiro negro africano a assumir o papel de principal diplomata do mundo, cumprindo dois mandatos de 1997 a 2006. A notícia foi confirmada também pelas Nações Unidas.

“É com imensa tristeza que a família Annan e a Fundação Kofi Annan anunciam que Kofi Annan, ex-secretário-geral das Nações Unidas e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, morreu pacificamente no sábado, 18 de agosto, após uma breve doença”, informou o comunicado da fundação.

Ainda de acordo com o comunicado, sua mulher Nane e seus filhos Ama, Kojo e Nina, estavam ao lado de Annan durante seus últimos dias.

O economista nascido em Gana foi educado nos Estados Unidos e na Suíça. Ele atuou como enviado especial da ONU na Síria, além de liderar esforços para tentar encontrar uma solução para pacificar o conflito.

O diplomata ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 2001 devido ao trabalho humanitário que desenvolvia após ter criado o Fundo Global de Luta contra Aids, Tuberculose e Malária, que ajudava países em desenvolvimento.

A causa da morte ainda não foi divulgada.

O comunicado divulgado anunciando sua morte destaca que Annan foi um “estadista global e internacionalista profundamente comprometido, que lutou ao longo de sua vida por um mundo mais justo e mais pacífico”.

“Onde quer que houvesse sofrimento ou necessidade, ele estendeu sua mão e tocou muitas pessoas com sua profunda compaixão e empatia. Por vontade própria, colocou os outros em primeiro lugar, irradiando bondade genuína, calor e brilho em tudo o que ele fez”, ressalta o comunicado.

R7



Comentários