Marcela Temer pula em lago do Palácio da Alvorada para salvar cão da família

A primeira-dama Marcela Temer precisou se jogar em um lago interno do Palácio da Alvorada para salvar um dos cachorros de estimação do casal Temer, que estava se afogando. Uma funcionária que fazia a segurança pessoal da primeira-dama foi afastada das suas funções em abril, logo após o episódio. O caso só se tornou conhecido nesta segunda-feira (7).

O episódio foi noticiado pela revista “Crusoé” e confirmado pela reportagem do UOL. De acordo com a assessoria de imprensa da primeira-dama, o caso ocorreu no dia 22 de abril, enquanto Marcela Temer passeava na área externa do palácio junto com o filho, conhecido como Michelzinho, e o cão Picoly, um cachorro da raça Jack Russell. O bicho está com a família desde setembro de 2016, pouco depois da chegada ao Alvorada.

Picoly escapou da coleira e entrou no lago interno do palácio. Enquanto observava a cena, Marcela ficou preocupada com o cão, que não conseguia voltar à margem. A primeira-dama solicitou ajuda, mas ao notar que não houve reação dos funcionários que estavam por perto, entrou no lago e tirou o animal da água.

O caso gerou repercussão imediata. Uma profissional que fazia a segurança pessoal de Marcela Temer foi afastada da função.

De acordo com a assessoria de imprensa da primeira-dama, ela continua a integrar o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, mas agora em outras funções.

O Farol



Comentários