Lígia diz estar preparada para ser governadora da Paraíba: “Eu sou a cara!”

Em mensagem que está sendo veiculada em vídeo nas redes sociais, a vice-governadora Lígia Feliciano, do PDT, afirma que está preparada para ser governadora do Estado e atender às demandas da maioria da população. “As paraibanas e os paraibanos procuram algo novo na política para continuar avançando. Então, esse cara (sic), essa cara, sou eu, por que não?”, ressalta Lígia, de forma descontraída. Casada com o deputado federal Damião Feliciano, presidente do PDT no Estado, ambos médicos, Lígia foi convidada por Ricardo Coutinho (PSB) para ser sua vice em 2014 faltando poucos dias para a convenção homologatória de alianças. Já assumiu o governo em virtude de viagens do governador e cumpriu missões, até no exterior, junto a empresários e investidores interessados em se instalar na Paraíba. A médica esperava concluir o restante do atual mandato de Ricardo, com a renúncia deste para concorrer ao Senado, e, por via de consequência, sair candidata à reeleição. Em vez disso, Ricardo anunciou que permanecerá no governo até o último dia e vai arregaçar as mangas para eleger seu candidato “in pectoris”, o ex-secretário João Azevedo, que nunca disputou mandato político mas é reconhecido como técnico qualificado e conhecedor profundo dos problemas do Estado.

Ricardo ainda mandou recados, aparentemente, para o “clã” Feliciano, insinuando desconfiança quanto a possíveis manobras do grupo para tentar impor a candidatura de Lígia, passando por cima da sua liderança pessoal. Lígia não passou recibo de emulação do”clã” com o governador – tem apontado avanços e realizações importantes das duas gestões de Ricardo, apresenta-se como partícipe desse projeto e promete dar continuidade aos programas positivos ou exitosos que favorecem os mais carentes. O candidato a presidente da República pelo PDT, ex-ministro Ciro Gomes, assegurou apoio irrestrito da cúpula nacional à pré-candidatura de Lígia, dentro da estratégia, inclusive, de abrir palanque na Paraíba para o próprio Ciro, já que o esquema do governador Ricardo Coutinho manifesta preferência pelo apoio à improvável candidatura do ex-presidente Lula, do PT, que está preso e condenado, ou, em último caso, por uma candidatura própria do PSB, que, por enquanto, é uma incógnita.

No que diz respeito a Lígia, ela começa sua mensagem no vídeo afirmando: “Quando me perguntam se a Paraíba está preparada para ter sua primeira mulher governadora, eu respondo: a Paraíba está preparada para ser liderada por uma pessoa que trabalhe muito por ela”. E conclui deixando no ar a possibilidade de simbolizar o figurino da candidatura ideal ao governo que estaria no inconsciente do eleitorado. Não há pesquisas recentes aferindo números para a corrida sucessória no Estado, mas há projeções sobre falta de vitalidade eleitoral em relação à candidatura de Lígia. O seu marido e outros aliados do ”clã” acreditam, contudo, que o cenário pode sofrer reviravolta no curso da disputa eleitoral propriamente dita. Até agora, não há sinalização do PDT acerca de nomes para a vice-governança na chapa que Lígia tenta encabeçar.

Os Guedes



Comentários