I Encontro Intersindical do Vale do Mamanguape será realizado dia 5

Democracia, manutenção e ampliação de direitos: desafios para o Funcionalismo Público Municipal é o tema central do evento, que reunirá dirigentes sindicais de várias regiões do estado.

A Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB) participará, no dia 5 de agosto, do 1° Encontro Intersindical do Vale do Mamanguape, que será realizado no Victory’s Recepções, em Itapororoca. Com o tema “Democracia, manutenção e ampliação de direitos: desafios para o Funcionalismo Público Municipal”, a atividade contará com mesas de discussão e debates. O evento é promovido pelo SINSPMI-PB (Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Itapororoca-PB).

De acordo com Senildo Henrique, coordenador do evento e presidente do Sindicato dos Servidores do Município de Itapororoca (SINSPMI-PB), a atividade irá compartilhar de grandes debates importantes para todos os trabalhadores. “Nosso objetivo é promover uma análise da atual conjuntura política nacional e discutir sobre as políticas públicas para o desenvolvimento dos dirigentes sindicais de base dos sindicatos que compõem a Regional do Vale do Mamanguape como condição fundamental para a construção da unidade de classe”, considerou.

Para Gilberto Paulino, diretor da CUT-PB, o evento é um oportunidade de fortalecer a luta da classe trabalhadora. “Vamos debater o grave momento político que se aprofunda no país com agressões permanentes aos direitos da classe trabalhadora e a democracia. Esse evento fortalecerá a unidade da luta dos trabalhadores contra as Reformas Trabalhistas e Previdênciaria e encaminhará os rumos que o movimento sindical irá tomar com essa conjuntura”, explicou.

Na programação do evento estão confirmadas as seguintes mesas de debates: Democracia, manutenção e ampliação de direitos: desafio para o funcionalismo público municipal, Profº. Dr. José Artigas – UFPB/Campus I – João Pessoa; Os desafios dos trabalhadores e trabalhadoras no enfrentamento da crise, Profº. Dr. Ivanaldo Leite – UFPB/Campus Litoral Norte – MME; As reformas: trabalhista e previdenciária, Dr. Jonathan Oliveira – Advogado da CUT/PB e de outros sindicatos e federações; Os desafios das políticas públicas para o desenvolvimento dos sindicatos municipais de base filiados à CUT, Prof.ª Elinete Rolim, Secretária de Políticas Públicas da CUT/PB, Presidente do SINFUMC de Cajazeiras/PB e Coordenadora da Regional do Sertão; Os desafios do movimento sindical cutista para implantação da política nacional de formação da CUT, frente a conjuntura nacional, Sebastião dos Santos, Secretária do Coletivo de Formação da CUT/PB, Presidente do SINPUC Nova Palmeiras/PB e Coordenador da Regional do Curimataù; a saúde do trabalhador: um desafio contemporâneo para as classes trabalhadoras, Prof.ª Maria das Dores -Secretária de Saúde do Trabalhador na CUT/PB e Presidente do SINTMUC de Cubati/PB e por último, os desafios da comunicação para o desenvolvimento dos sindicatos municipais de base filiados à CUT, Admirson Ferro (Greg) – Analista de Tecnologia da Informação da ATI, Secretária adjunto de comunicação da CUT – Nacional e Lúcia Figueiredo – Jornalista e Secretária de Comunicação da CUT/PB.

Coletivo de Comunicação

Como parte da política de interiorização das reuniões dos assessores e secretários de comunicação da CUT-PB, após o evento, será realizada a reunião do Coletivo de Comunicação,que discutirá as demandas e atividades para a agenda de luta que será ampliada nas ações desse semestre. A secretária de Comunicação da CUT/PB, Lúcia Figueiredo, acredita que ambos os encontros darão uma grande contribuição ao fortalecimento do movimento sindical em meio ao golpe que vem sendo dado na luta dos trabalhadores. ” Precisamos mais do que nunca estarmos unificados diante um cenário altamente desfavorável para a classe trabalhadora com um governo que prioriza ataques com reformas unilateriais, que prejudicam os trabalhadores e beneficiam os patrões”, avaliou.

Da Redação com CUT-PB

Comentários