Hoje completa um ano da morte de João David

‘João de Souza David, como era chamado de o vovô da comunicação do vale do Mamanguape, foi um exemplo de amigo e excelente colaborador da notícia, na rádio correio do vale FM e outras emissoras da região’.

Neste sábado (23), véspera de São João, Rio Tinto e outras cidades do litoral norte, polarizado por Mamanguape, há exatamente um ano, se despedia do colaborador da comunicação, João de Souza David. “David” que morreu aos 68 anos, de problemas cardíacos no Hospital Geral de Mamanguape (HGM).

Se vivo estivesse, David estaria completando 69 anos, hoje. Para seus familiares e amigos, João David e Maria Alice ‘Licinha’, permanecem vivos!

João do Cinema, João da Rádio Correio, como era conhecido por muitos amigos, estava comemorando aniversário com os filhos, Rodrigo, Carlos e João Victor Rodrigues. A festa foi de surpresa, ‘ele’ – se emocionou, sentiu a falta da sua amada Licinha’, teve um mal estar na madrugada do dia 24 de junho, do ano passado, foi socorrido para a unidade municipal de saúde Francisco Porto, transferido na ambulância do (SAMU) para o (HGM), lembrou um amigo da família David.

A trajetória de João David foi brilhante, ainda jovem ajudava o pai, na exibição – passar filmes nos cinemas Eldorado (Mamanguape), São José (Itapororoca) e Orion (Rio Tinto), além promover shows dos calouros, para descobrir talentos para a música e a cultura, além valorizar as bandas famosas da região, os Clássicos, Apache, Ralley e outras.

Em emissoras de rádios, João foi corresponde da Cultura AM, Rural AM e Constelação FM (Guarabira), Tabajara AM (João Pessoa) e Potiguara AM (Mamanguape), onde apresentava um programa institucional na época da gestão do ex-prefeito de Rio Tinto, Marcos Gerbasi.

Por último, João foi um exímio colaborador da Rádio Correio do Vale FM, dos programas Balanço Geral, Rádio Repórter. Um profissional ligado 24h com as notícias policiais, mais gostava dos bastidores da política.

Na vida pública, David exerceu o cargo de secretário de Comunicação da Prefeitura de Itapororoca, por um período de dois anos e cinco meses, na gestão do cunhado, advogado criminalista Erilson Rodrigues.

 

Por Chico Soares



Comentários