Em caravana pelo Nordeste, Lula faz críticas à imprensa, às elites e a Temer

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem usado a caravana que faz ao Nordeste para deixar claro que já elegeu seus inimigos pós-impeachment de Dilma Rousseff. Ele elevou o tom das críticas a três segmentos que, em todos os discursos feitos até agora, tiveram ataques: a imprensa, as elites e o governo de Michel Temer (PMDB).

Outro que já foi alvo de Lula, o juiz federal Sérgio Moro só foi citado uma única vez, em Salvador, mas quando Lula disse que “não gostaria de falar dele” porque vai prestar depoimento dia 13 ao magistrado.

No domingo (20), Lula começou o giro por Sergipe com ato público em Estância, após visita à Bahia. Antes de seguir para Alagoas, ainda serão visitadas no Estado os municípios de Lagarto, Itabaiana, Nossa Senhora da Glória e Aracaju.

Os jornalistas se tornaram alvo frequente de Lula em seus discursos no Nordeste. O alvo principal continua sendo a Rede Globo, mas o ex-presidente tem usado ataques mais genéricos para desqualificar profissionais de imprensa –sem citar nomes.

“Eu respeito muito os jornalistas, mas não respeito nada quando eles são desonestos. É por isso que eles sabem que, se por acaso um dia eu voltar a ser presidente da República, certamente têm algumas coisas que precisam acontecer”, disse Lula, em discurso a trabalhadores rurais em Feira de Santana (BA), no sábado (19).

Uol

Comentários