Efraim Filho quer servir como “ponte” entre o PSB paraibano e o governo de Jair Bolsonaro

Deputados federais do Nordeste de partidos como PP, PR, PSD e DEM caminham para, ao mesmo tempo, apoiar o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e governadores de partidos de esquerda à frente de seus respectivos estados.

Ao todo, 7 dos 9 estados nordestinos serão geridos por legendas de esquerda a partir do próximo ano —serão quatro governadores do PT, dois do PSB e um do PC do B.

O DEM caminha para ser um dos partidos próximos do novo presidente e terá o deputado federal Onyx Lorenzoni (RS) como chefe da Casa Civil.

O deputado federal Efraim Filho, do DEM da Paraíba, afirma que o apoio a Bolsonaro acontecerá por convicção e identidade com a agenda para o país. Mas diz que não será por isso que vai deixar de apoiar o PSB em seu estado, cujas gestões considera exitosas.

Ele promete servir como ponte entre o governador e o presidente e diz acreditar que a próxima legislatura será marcada por menos conflitos a despeito das diferenças ideológicas entre os grupos que apoia local e nacionalmente.

“O clima de tensionamento já atingiu seu ápice nos últimos dois anos. Agora é hora de buscar uma agenda convergente para defender os interesses do nosso estado.”

Paraíba Rádio Blog



Comentários