Eduardo comemora chegada de equipamento que vai garantir o fortalecimento da cachaça paraibana

O deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Eduardo Carneiro (PRTB), comemorou a chegada de um Cromatógrafo Gasoso na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) que vai realizar a análise da qualidade de cachaça e de elementos voláteis, garantindo mais qualidade ao produto paraibano. Eduardo destacou que o equipamento será importante no trabalho de elaboração mapeamento para criar roteiro da cachaça e rapadura.

“Com a aquisição deste equipamento, a cadeia produtiva da cachaça, em específico, terá a oportunidade de impulsionar a comercialização dos produtos e iniciar uma identificação do produto idealizado e produzido na Paraíba. Desta forma, certificações de origem serão o foco para diferenciar nosso produto no mundo. Essa possibilidade também reforça a parceria que temos com as Universidades Federais de Campina Grande e da Paraíba, além do Instituto Federal da Paraíba – IFPB – na elaboração de um plano de ação para projetar o mapeamento das potencialidades da região do Brejo com a cachaça e também com a rapadura”, destacou Eduardo Carneiro.

O presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico lembrou ainda que a primeira reunião para o início dos trabalhos de elaboração do roteiro da cachaça e da rapadura aconteceu no município de Areia e contou com a participação dos pesquisadores Mônica Tejo (UFCG), Ingrid Dantas (UFPB) e Alexandre Fonseca (IFPB), além de produtores, do prefeito de Areia, João Francisco, e do presidente da Câmara, Neto da Ceral.

Eduardo vem desenvolvendo ações para estimular o empreendedorismo através do desenvolvimento dos arranjos produtivos locais. Em Areia, promoveu reuniões para discutir geração de emprego e renda e ofereceu capacitação para empreendedores com o objetivo de aquecer negócios e ampliar a geração de emprego e renda. O curso ‘Marketing 4.0: cachaça, turismo e artesanato’ foi uma parceria com a Escola do Legislativo. Ele também apresentou projeto de lei tornando Areia Capital Paraibana da Cachaça.

Produção – Dados da Associação Paraibana dos Engenhos de Cachaça de Alambique (Aspeca), a Paraíba é o maior fabricante de cachaça de alambique do país, possui 80 engenhos que juntos fazem 12 milhões de litros por ano. No Brasil, existem cerca de 40 mil produtores de cachaça artesanal. O Estado possui 30 engenhos que produzem e engarrafam cachaça e outros 50 apenas produzem a bebida, vendendo a outras marcas.



Comentários