Dia 8 de agosto de 2017, dia nacional de combate ao colesterol

Quase metade da população enfrenta problemas com esse conhecido vilão, a presença de taxas elevadas de colesterol no sangue, que está associado a infartos e derrames cerebrais quando em excesso.

Há 12 anos foi criado um dia exclusivo para o assunto: o Dia Nacional do Combate ao Colesterol, comemorado em 8 de agosto, que surgiu com o objetivo de conscientizar a população brasileira sobre o alto índice de pessoas com taxa de colesterol elevado no país.

O colesterol em excesso pode formar placas de gorduras e estreitar ou até mesmo entupir as artérias, impedindo a circulação de sangue e aumentando os riscos de problemas cardiovasculares, como ataque cardíaco, derrame cerebral.

Estudo recente do IBGE sobre a dieta alimentar do brasileiro mostra que os adolescentes de 14 a 18 anos são os que mais ingerem alimentos com colesterol, àqueles de origem animal, tais como: carnes, leite, queijos, manteiga ou iogurte. Com isso, mais de 40% da população brasileira apresenta taxa de colesterol acima do limite desejável pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é o LDL (colesterol ruim) abaixo de 100 miligramas por mililitro de sangue.

Diante desta realidade preocupante, a melhor e mais indicada forma de combate a este mal é, sem dúvida, a mudança de hábito, seja alimentar, seja do estilo de vida. Ter uma alimentação balanceada aliada à prática de exercícios físicos pode ajudar no controle da doença.

Por Dr. Valério Vasconcelos


DR VALERIO VASCONCELOS COLUNISTAIdealizador do Dia Estadual da Saúde do Coração Lei 8.636 de 18/08/2008. Professor de Cardiologia na Faculdade de Medicina Nova Esperança, João Pessoa – PB. Diretor do Centro de Referência em Atenção à Saúde da Universidade Federal da Paraíba (CRAS/UFPB). Médico pesquisador do Centro de Biotecnologia da UFPB. Jornalista Registro Profissional 3.520.

Comentários