Como blindar a Saúde do seu coração

coracao126437584As doenças cardiovasculares são líderes de mortes no Brasil. Elas representam 29% dos óbitos , em 2016, ela foi responsável por mais de 349 mil mortes. De acordo com o cardiômetro, este ano de 2017, de janeiro até o início deste mês já foram registrados  mais de  68 mil mortes.   A hipertensão arterial e obesidade são consideradas duas das maiores vilãs da saúde do coração. Quando não controlada, a pressão arterial causa lesões na artéria aorta e provoca a sobrecarga do coração, que fica com o músculo mais rígido, aumenta de tamanho e fica inchado. Já o excesso de peso, principal causador da hipertensão, exige um esforço maior não só do coração, mas também de todo o sistema circulatório, sendo a principal causa do aumento da pressão e podendo levar ao desenvolvimento de insuficiência cardíaca, ou seja, da diminuição da capacidade do coração de cumprir a sua função de bombear efetivamente o sangue, que corre por todo o corpo, alimentando órgãos e tecidos vitais. Para evitar sustos, a melhor conduta é a prevenção. Consultas regulares ao médico são essenciais para medir pressão arterial, controle de peso, orientação nutricional, além de avaliação física. Por isso, alguns ajustes na sua alimentação pode evitar você deste risco. A seguir, algumas maneiras de proteger esse órgão vital.

CARNES VERMELHAS: Principalmente a carne vermelha apresenta uma quantidade maior de colesterol. Ainda mais se conter capas generosas de gordura. Porém, isso não significa que elas devem ser totalmente excluídas do seu cardápio, é possível ingerir carne vermelha até três vezes por semana. Você também pode substituir por frango ou peixe.

carne

SAL: Pesquisas científicas já comprovaram a relação direta entre o consumo de sódio e a hipertensão arterial. De acordo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, o brasileiro consome em média 12 gramas de sal por dia, quando o recomendado seria limitar essa ingestão a 6 gramas. Em geral, a quantidade é alta porque, além do sal contido no alimento industrializado, as pessoas não dispensam apelar para o saleiro durante as refeições.

sal

VEGETAIS: Um importante estudo científico divulgado no periódico americano Circulation demonstrou que o consumo de proteínas de origem vegetal está associado à redução da pressão arterial, ao mesmo tempo em que confirmou estudos anteriores de que o consumo total de proteínas não aumenta os níveis de pressão sanguínea. O ácido glutâmico, principal aminoácido encontrado nas proteínas vegetais, é um dos micronutrientes que ajudam a controlar a pressão arterial. Essa é uma das formas de se explicar a razão pela qual os vegetarianos têm menor tendência a desenvolver hipertensão arterial.

vegetais

VINHO TINTO: Está mais do que provado que tomar um cálice da bebida dos deuses no almoço e outro no jantar pode inibir o enferrujamento do LDL, colesterol do mal. Quando está oxidado fica mais fácil para as moléculas do danado se depositarem nas coronárias, entupindo geral. Como o vinho tinto fica mais em contato com a casca da uva, ele traz mais vantagens ao organismo do que o branco.

vinhos

LENTILHAS: Estudos relacionam o consumo de leguminosas, com destaque para a lentilha, ao menor risco de doenças cardiovasculares devido ao alto teor de fibras, magnésio, potássio e ácido fólico, nutrientes relacionados ao controle da pressão arterial.

lentinhas

FEIJÃO: O Feijão é rico em fibras, o grão possui grandes quantidades de magnésio e ácido fólico, sendo uma grande fonte diária para a saúde.

feijao

LINHAÇA: A Linhaça é uma boa opção de Alimentos que ajudam a proteger o coração. Pois, ela contém uma grande quantidade de fibras solúveis e do ômega 3, que ajudam a controlar a pressão arterial e reduzir o colesterol ruim.

linhaca

ALHO: O alho tem potente ação no controle da pressão arterial. Pesquisas mostram que o alho inibe uma enzima chamada angiotensina que tem papel vasoconstrictor. Com essa enzima inibida, os vasos são mais relaxados e o sangue circula melhor.

alho

AZEITE EXTRAVIRGEM: O azeite contém antioxidantes, que combatem os radicais livres responsáveis pelo envelhecimento das células. Além disso, ele apresenta um efeito protetor contra uma série de doenças cardiovasculares, fazendo baixar os níveis de colesterol “ruim”.

azeiteextra

SALMÃO: O salmão tem ação anti-inflamatória as gorduras chamadas de ômega 3. Ele faz o controle dos níveis de trigliceres no sangue e também reduz as placas obstrutivas nos vasos sanguíneos. É importante o consumo desse alimento para reduzir as doenças de infarto e AVC (acidente vascular cerebral).

salmao

SARDINHA: A sardinha é um peixe rico em vitamina D e ômega 3. O ideal é comer a sardinha assada ou grelhada para aproveitar todos os nutrientes do alimento. O seu consumo reduz as taxas de colesterol ruim, enquanto aumenta o bom, além de fortalecer os ossos.

sardinha

OVO: Muitos dizem que faz mal à saúde, porém, se consumido cozido, esse alimento traz inúmeros benefícios ao organismo. O ovo produz proteína e gorduras do bem.

ovos


20160229104637Clarinda Moraes Galdino
CRN – 10895
Especialista em Nutrição Clínica – Metabolismo, prática e terapia nutricional

Comentários