Bolsonaro reafirma soberania e preservação da Amazônia e elogia as liberdades

Presidente declara que o Brasil está aberto ao mundo e aos que buscam prosperidade

Presidente Jair Bolsonaro durante seu discurso na abertura da assembléia geral das Nações Unidas, em Nova York – Foto: William Volcov/Brazil Photo Press/Folhapress.

O presidente Jair Bolsonaro abriu nesta terça-feira (24) os debates da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), na sede da organização, em Nova York, nos Estados Unidos, reafirmando enfaticamente a soberania da Amazônia e os compromissos do Brasil com sua preservação.

Ele criticou a prevalência do globalismo em detrimento dos valores nacionais e declarou seu compromisso com a democracia e a liberdade política, de imprensa e econômica.

Bolsonaro falou ainda sobre a atuação do governo federal para a retomada do crescimento da economia, no combate à corrupção e na segurança pública. Ele homenageou o ministro Sergio Moro (Justiça), destacando seu papel no combate à corrupção.

Cabe ao Brasil fazer o discurso de abertura da Assembleia Geral, seguido do presidente dos Estados Unidos. Bolsonaro chegou na tarde de ontem (23) a Nova York para o compromisso. Pelas redes sociais, o presidente disse que o discurso seria “a oportunidade de apresentar ao mundo o Brasil que estamos construindo”.

A agenda em Nova York inclui, segundo o Palácio do Planalto, um encontro com o ex-prefeito da cidade, Rudolph Giuliani. Não estão previstos encontros bilaterais com outros chefes de Estado e a previsão é que o embarque de volta ao Brasil ocorra ainda hoje, por volta das 21h45. (Com informações do Diário do Poder)

Assista na íntegra:



Comentários