“As panelas foram quebradas, cortei privilégios dos servidores fantasmas da Prefeitura”, diz Celso

Ele quer Elissandra na disputa para a reeleição da Prefeitura em 2020.

Ex-prefeito Celso Morais (DEM). Foto: Napoleão Soares.

O democrata Celso Morais assumiu o comando da Prefeitura em Itapororoca, por um ano, quatro meses e poucos dias em 2009 e elegeu-se com maior votação na história política em 2012. Ele foi o maior cabo eleitoral da prefeita Elissandra Brito em 2016.

Pra quem lembra, Celso Morais sucedeu os ex-prefeitos Adamastor Madruga (MDB) e o ‘interino’ Erilson Rodrigues (PTB). O democrata quebrou paradigmas e organizou a máquina administrativa, um dos fatores que facilitou transferir votos para a atual prefeita, nas eleições de 2016.

Corajoso e sem papas na língua, Morais com seu estilo de austeridade, disse que acabou com a ficção, cortou privilégios de alguns líderes políticos e servidores fantasmas. Até hoje, o pernambucano de nascimento e paraibano de coração, é aclamado pelo povo e alguns pedem sua volta em 2020. Celso e o primo, José Inácio Morais defendem a mesma chapa Elissandra (prefeita) e o médico Walisson (vice). Eles também disseram a imprensa, que quem decide e quem escolhe a formação da chapa governista em 2020, é povo, destacando que ainda é muito cedo para se falar sobre isso.

O blog Chico Soares há menos de oito dias entrevistou Celso e na oportunidade ele fez uma avaliação do “governo para cuidar da gente” – da prefeita Elissandra. “Afirmo e reafirmo que Elissandra está melhor que eu quando fui prefeito. Nós quebramos as panelas e os privilégios que alguns tinham, não têm mais”, disparou o ex-gestor.

Ouça o áudio:

 

Por: Chico Soares e Napoleão Soares



Comentários