Aliados de Lucélio acreditam que sua vitória é, também, questão aritmética

Os apoiadores e aliados do pré-candidato ao governo da Paraíba, Lucélio Cartaxo (PV),alegam que além do “caráter renovador” da sua postulação, ele poderá ser beneficiado no curso da campanha por um fator aritmético – conta com o apoio das lideranças políticas dos maiores redutos eleitorais do Estado, o que facilitaria as chances de vitória em comparação com outros postulantes. Conforme dados do IBGE, João Pessoa e Campina Grande, principais colégios eleitorais, concentram atualmente mais de 50% dos 4.025,588 habitantes.

Em termos de eleitores, a região metropolitana de João Pessoa, que contempla outros 11 municípios no seu entorno, detém 29,51%dos votos do Estado, enquanto a região metropolitana de Campina Grande, que engloba mais 17 municípios no seu entorno, contabiliza 15.52% dos votos. Somadas, essas regiões abrigam 45% dos 2.811,733 eleitores registrados até o mês de março no Estado. As duas regiões são governadas por lideranças que apoiam a pré-candidatura de Lucélio, como o seu irmão gêmeo Luciano, alcaide reeleito na Capital, e o prefeito reeleito de Campina Grande, Romero Rodrigues. Por coincidência, os dois foram cogitados no início das articulações como alternativas para o Palácio da Redenção, tendo Luciano figurado em boa cotação em pesquisas de opinião pública. O prefeito de João Pessoa só desistiu da candidatura depois que o governador Ricardo Coutinho resolveu, também, permanecer no governo do Estado, e por causa das divergências no bloco oposicionista em torno de uma candidatura de consenso.

Para surpresa de muitos, o candidato de consenso desse segmento passou a ser Lucélio, que concorreu pela primeira vez a um mandato eletivo em 2014, disputando, de saída, o Senado, e logrando uma votação expressiva, insuficiente, contudo, para destronar de favoritismo o atual senador José Maranhão, que é pré-candidato ao governo pelo MDB. A avaliação no círculo de Lucélio é a de que os líderes políticos que o apoiam, a exemplo do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), dos prefeitos de João Pessoa e de Campina, deputados federais, estaduais e representantes municipais, têm condições de fazer a diferença pró-candidatura do PV. Em paralelo, a terceira região metropolitana formada por Patos e outros 23 municípios do entorno, com 5.6% ou 164.820 eleitores, congrega gestores comprometidos ou engajados com a pretensão de Lucélio. A quarta região metropolitana, formada por Guarabira e mais 16 municípios, tem 164.820 mil eleitores e é administrada por prefeito vinculado à candidatura de Lucélio. Essas projeções levam em conta a perspectiva de cumprimento do compromisso de engajamento com a campanha de Lucélio para torná-la vitoriosa.

Os Guedes



Comentários