A Pressão Alta deve ser combatida também por uma alimentação saudável

Dieta DASH (Dietary Approaches to Stop Hypertension.)

A dieta DASH é um plano alimentar flexível e equilibrado que significa abordagens dietéticas para parar a hipertensão e ajuda a criar um estilo de alimentação saudável para o coração durante toda a vida. O plano alimentar DASH não requer alimentos especiais e, em vez disso, fornece metas nutricionais diárias e semanais. Este plano recomenda: comer vegetais, frutas e grãos integrais, incluindo produtos lácteos sem gordura ou com baixo teor de gordura, peixe, aves, feijão, nozes e óleos vegetais; limitar alimentos ricos em gordura saturada, como carnes gordurosas, laticínios integrais e óleos tropicais como côco, palmiste e óleos de palma; limitar bebidas açucar adas e doces.

Está bem documentado que a dieta DASH pode ajudar a baixar a pressão arterial. No entanto, a dieta tem benefícios adicionais, como:

  • Diminui o risco de câncer: Uma revisão recente descobriu que as pessoas que seguiam a dieta DASH tinham menor risco de alguns tipos de câncer, incluindo câncer colorretal e de mama;
  • Reduz o risco de síndrome metabólica (doença da civilização moderna, devido alimentação inadequada e sedentarismo e está associada a obesidade): Alguns estudos mostraram que a dieta DASH reduz o risco de desenvolver síndrome metabólica em até 81%;
  • Reduz o risco de diabetes: seguir a dieta DASH tem sido associada a um menor risco de desenvolver diabetes tipo 2. Alguns estudos também mostraram que pode melhorar a resistência à insulina;
  • Diminui o risco de doença cardíaca: Uma revisão recente mostrou que, em mulheres, seguir uma dieta semelhante à DASH estava associada a um risco 20% menor de doença cardíaca e um risco 29% menor de acidente vascular cerebral.

A dieta DASH não lista alimentos específicos para comer. Em vez disso, recomenda um padrão alimentar que se concentre no número de porções de diferentes grupos de alimentos.

Por Dr. Valério Vasconcelos


DR VALERIO VASCONCELOS COLUNISTAIdealizador do Dia Estadual da Saúde do Coração Lei 8.636 de 18/08/2008. Professor de Cardiologia na Faculdade de Medicina Nova Esperança, João Pessoa – PB. Diretor do Centro de Referência em Atenção à Saúde da Universidade Federal da Paraíba (CRAS/UFPB). Médico pesquisador do Centro de Biotecnologia da UFPB. Jornalista Registro Profissional 3.520.



Comentários